A HORA É AGORA!
DIA 20 DE FEVEREIRO
NÃO VAMOS BAIXAR A GUARDA
A REFORMA DA PREVIDENCIA PODE SER COLOCADA EM VOTAÇÃO A QUALQUER MOMENTO

SERVIDORES FAÇAM A SUA PARTE, MANIFESTEM EM FRENTE AO FORUM DA SUA COMARCA
“ DIA DE LUTA ”
“ O SEU SINDICATO UNIÃO ALERTA”
ENTENDA UM POUCO MAIS DAS MANOBRAS POLITICAS
Veja matéria


Comitê para Elaboração da 2ª edição do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, se reuniu nesta quarta feira dia 21 de fevereiro.

Mais uma vez reunido o Comitê para Elaboração da 2ª edição do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores do TJSP, Denise Borges, Eduardo Castilho, Eduardo Labonia, Wagner Souza, Mara Medeiros e Fabio Negrão, nesta data, com grandes avanços.
De início, foi elaborada profunda pesquisa dos textos de leis, atos, resoluções, portarias, provimentos, em esferas estaduais e federais, decisões e julgados do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Supremo Tribunal Federal e Conselho Nacional de Justiça. Caminhamos para uma proposta de lei complementar, objetivando a reestruturação das carreiras, enfocando a motivação dos servidores e o seu resgate profissional, e ainda como forma de equalização dos vencimentos e vantagens dos funcionários do Tribunal de Justiça Bandeirante no contexto nacional.
A revisão pretende a alteração dos profissionais Supervisores passarem a Coordenadores, referência ‘5’ para referência ‘7’ para os Escreventes (nível universitário), fim dos cargos comissionados mantendo as atuais nomeações, elevação do percentual de adicional de qualificação e o enquadramento das perdas nas tabelas funcionais, entre outros.
Sala de Reuniões, Sindicato União dos Servidores do Poder Judiciário, 10:00 h, 21/02/2018.


DEPUTADO DÁ IDEIA PARA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA PREJUDICAR OS ESCREVENTES

Nas vésperas do Carnaval, dia 08 de fevereiro, quinta-feira, o Deputado Carlos Giannazi apresentou o Projeto de Lei Complementar nº 03/2018 na ALESP, do qual trata de uma autorização “de um poder para o outro”, induzindo o Tribunal de Justiça a instituir o nível universitário para o Escrevente Técnico Judiciário.

O texto vem contaminado na origem, e, se o cidadão Escrevente Técnico Judiciário ler, vai entender a quem realmente interessa e favorece esse projeto de lei.

Se verificarmos o artigo 1º: Fica o Poder Judiciário autorizado a exigir, para ingresso no cargo de Escrevente Técnico Judiciário, diploma de graduação de nível superior ou habilitação legal correspondente, aplicando-se-lhes os valores correspondentes ao nível, conflita com o parágrafo 2º desse mesmo artigo: Fica assegurado o direito (facultando) a comprovação de preenchimento de nível universitário aos já ocupantes do cargo de Escrevente e “quem não tem” continua no ensino médio? (grifo nosso).

O Deputado autor dá armas ao Tribunal de Justiça para cumprir com o ajuste fiscal que o governador impôs e que o Tribunal deverá obedecer (PLC 920/2017, que tornou-se lei nº 16.625/2017).

O Escrevente nada vai levar se não tiver já o nível universitário e o deputado menciona no corpo do projeto que este é igual aquele dos Oficiais de Justiça, que é ledo engano!

O artigo 2º da lei dos Oficiais de Justiça, no seu parágrafo 3º, diz: “A vantagem de que trata o ‘caput’ deste artigo incorporar-se-á aos vencimentos para todos os efeitos legais, aplicando-se, no que couber, aos inativos e pensionistas”, ou seja, preserva o enquadramento na referência 7 (nível universitário) da Escala de Vencimentos - Cargos Efetivos (grifo nosso).

Portanto, não existe isonomia, paridade e integralidade na elaboração deste projeto, desviando a atenção dos Escreventes ativos e aposentados, dando condições para o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo esmagar os direitos de seus servidores.

No dia 15 de fevereiro na sala de reuniões, Sindicato União dos Servidores do Poder Judiciário, esteve reunido o Comitê de Elaboração da Segunda Edição do Plano de Cargos, Carreiras e Salários.


O Comitê de Elaboração da 2ª edição do Plano de Cargos, Carreira e Salários dando continuidade aos trabalhos.


O Comitê para Elaboração da 2ª edição do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores do TJSP, Denise Borges, Eduardo Castilho, Wagner Souza, Mara Medeiros e Fabio Negrão, com a presença do filiado do Sindicato União Sebastião Leite, se reuniram novamente dia 08 de fevereiro e deram continuidade aos trabalhos com grandes avanços.


REUNIÃO NO SALÃO DO JURI NA COMARCA DE NOVA ODESSA

i

Estiveram no dia 01/02/2018 ( quinta feira ) na Comarca de Nova Odessa, O Comitê de Elaboração da 2ª Edição do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, representado por Wagner Souza - Presidente do Sindicato União, Mara Medeiros - Perita Contadora e Fabio Negrão - Jurídico, juntamente com o companheiro Marcos, expondo e tirando as duvidas sobre o Plano, como também ouvindo os colegas Servidores da Comarca sobre outros assuntos pertinentes a categoria.

 

Sindicato União @2005 - Todos os direitos reservados